Orgulho LGBTQIA+

  Mês de Junho é o mês do “Orgulho LGBTQIA+” e dia 28 de Junho é o dia internacional do orgulho. Falar sobre sexualidade, escolhas e preconceito, é um assunto que rende muito, mas precisamos falar, repetir e insistir, porque mesmo em tempos tão modernos, costumo dizer que vivemos dias medievais (onde homens, mulheres e crianças que não conseguiam viver de acordo com o padrão imposto pela sociedade da época, era assassinado de maneira brutal).

  Eu, como uma pessoa comunicativa, preciso dar a voz aos espaços que possuo para pessoas que tem suas vidas colocadas a prova, e ajudar a quebrar barreiras para ajudar a fazer uma sociedade mais justa e de amor.

Entenda porque o mês de Junho é o mês do Orgulho LGBTQIA+

  A Rebelião de Stonewall foi uma série de manifestações violentas de membros da comunidade LGBT contra uma invasão da polícia de Nova York que aconteceu nas primeiras horas da manhã de 28 de junho de 1969, no bar Stonewall Inn, localizado no bairro de Greenwich Village, em Manhattan, em Nova York, nos Estados Unidos. Esses motins são amplamente considerados como o evento mais importante que levou ao movimento moderno de libertação gay e à luta pelos direitos LGBT no país.

  Depois dos motins de Stonewall, várias organizações de direitos homossexuais foram fundadas ao redor dos Estados Unidos e no resto do mundo. Em 28 de junho de 1970, as primeiras marchas do orgulho gay aconteceram em Nova York, Los Angeles, São Francisco e Chicago, em comemoração ao aniversário dos motins.

Depoimento de quem vive o orgulho - Adriano Delehan

  Dia 28 de junho é o dia Internacional do Orgulho Lgbtqia+, data para ser celebrada e lembrada para reconhecer a sua importância. Para isso fui convidado pelo blog “Mulheres Maravilha” para escrever “Porque nos orgulhamos?”.

   É de extrema importância sempre pontuar essa data, pois somos um dos países onde se derrama o sangue de muitos LGBTS, então precisamos sempre lutar pelos nossos direitos e prol da manifestação de justiça, em busca do RESPEITO.

  Precisamos nos orgulhar por aqueles que morreram buscando por nossos direitos de viver e daqueles que existem e resistem nas ruas, no trabalho e na luta diária. É preciso ter coragem para ser quem somos em um mundo e uma sociedade que nos faz desistir todos os dias.

  Esse mês vem para pontuar e ressaltar quanto nos orgulhamos de cada conquista, mesmo que pequena vista por outros olhos. E preciso RESISTIR para EXISTIR. Mesmo em um país como o nosso, o fato de você sair na rua afirmando a sua identidade/orientação mostrando para outra pessoa que talvez ainda tenha medo de fazer o mesmo, que ela não esta sozinha.

  Espero que todos os LGBTQIA+ possam se orgulhar também, não ter vergonha e ver que não a nada de errado. Quanto mais você se aceita, mais força você a comunidade ganha e menos doloroso passa ser seu dia.      Termino aqui dizendo as falas de Lady Gaga “ Baby, I was born this way o there ain’t no Other way” (Querido, eu nasci assim e não tem outro jeito).

 

By Adriano Delehan

@adrianodelehan

  Termino aqui este post reforçando mais uma vez, é tudo sobre amor.   Quando seres humanos se aceitarem e se respeitarem independentemente de raça, credo, cor da pele e orientação sexual, tenho certeza que chegaremos a plenitude da convivência.

  Espero de alguma forma ter ajudado.

  Beijos, Patrícia Helena.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Patrícia

Patrícia

Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit dolor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram

The access_token provided is invalid.